worksop sar

Inovação tecnológica, empreendedorismo e valorização do meio rural e da atividade pesqueira foram os temas levantados como prioritários para 2030 por representantes do Governo do Estado e sociedade civil organizada hoje, 28, em Florianópolis. As propostas da área de agricultura e pesca integram o Plano de Desenvolvimento de Santa Catarina 2030, cuja elaboração é coordenada pela Secretaria de Estado do Planejamento com apoio técnico da UFSC.

“Quem não tem um plano, não tem rumo, por isso a importância deste evento. Temos a agricultura como pilar em Santa Catarina, um modelo diversificado da agropecuária, investimentos na agricultura familiar com produtos de qualidade, com custos competitivos e uma cadeia logística onde as cooperativas têm papel fundamental. Mas estamos sofrendo um esvaziamento do campo e precisamos reter os jovens”, afirmou o secretário adjunto de Estado da Agricultura e Pesca Airton Spies.

Os participantes do workshop sugeriram melhorar a infraestrutura no meio rural com estradas para veículos pesados, energia elétrica trifásica, internet e modernização das estruturas de produção animal e vegetal. Com isso, melhora-se a qualidade de vida dos agricultores e facilita a sucessão das atividades rurais. Nos últimos dez anos, houve redução de 12% da população no campo.

Estima-se que o agronegócio representa 18% da economia catarinense e 30% dos empregos no Estado quando o cálculo inclui produção florestal, móveis, bebidas, celulose, papel, indústria alimentícia, têxtil, da madeira e insumos da agroindústria. Os destaques da produção animal são suínos, frango e leite que passa por processo de industrialização maior que a média nacional. Já quanto à produção vegetal, estão maçã, cebola, fumo e arroz. Santa Catarina também é líder nacional na produção pesqueira e aponta crescimento da piscicultura.

“Foi um evento muito produtivo que indicou estratégias de mudanças tecnológicas e institucionais para o aprimoramento da agricultura e da pesca em Santa Catarina”, ressaltou o professor da UFSC Marcelo Arend.

Participaram do workshop representantes das secretarias estaduais de Agricultura e Pesca, Fazenda e Planejamento, além de Epagri, Ceasa, Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc) e as cooperativas de crédito Sicoob e Cresol.

Propostas de objetivos estratégicos:


- Meio Rural e o Pesqueiro valorizados pela sua diversidade social, ambiental e cultural. 
- Meio Rural e Pesqueiro providos de infraestrutura de qualidade reconhecida pelos seus habitantes.
- Meio Rural e Pesqueiro ofertando produtos e serviços diferenciados e diversificados, com produção limpa e competitiva.
- Promover a sustentabilidade em termos de geração de renda do meio rural e pesqueiro por meio de cadeias produtivas e políticas de estimulo à inovação e diferenciação do produto.
- Garantir a conformidade jurídica, fundiária, ambiental, sanitária, fiscal e societária no meio rural.
- Promover a inclusão social e produtiva das populações tradicionais e de baixa renda no meio rural.
- Criar um ambiente de negócios favorável ao empreendedorismo através de uma burocracia positiva que permita o surgimento de uma indústria de serviços no meio rural e a conformidade legal dos negócios.
- Melhorar a infraestrutura no meio rural com estradas para veículos pesados, energia elétrica trifásica, internet e modernização das estruturas de produção animal e vegetal.
- Certificar a condição de bem estar animal e a rastreabilidade total para assegurar um diferencial competitivo da produção.
- Ampliar a produção aquícola e pesqueira de SC com sustentabilidade, inovação tecnológica, empreendedorismo e gestão adequada de recursos.
- Melhorar/aumentar a segurança da produção agropecuária e das relações entre os elos das cadeias produtivas.

>>> Acesse a apresentaão do professor da UFSC Marcelo Arend.

Sobre o Plano de Desenvolvimento de Santa Catarina 2030


O Plano de Desenvolvimento de Santa Catarina 2030 abordará quatro grandes dimensões: Desenvolvimento Econômico, Desenvolvimento Social, Infraestrutura e Meio Ambiente e Gestão Pública. É uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Planejamento, em cooperação com a UFSC e com apoio da FAPESC.

Está sendo construído de forma participativa a partir do estabelecimento de indicadores, metas, objetivos e estratégias como instrumento auxiliar para a ação governamental em Santa Catarina. Busca responder as seguintes questões: onde estamos, aonde queremos chegar, como vamos chegar lá e com quais instrumentos de governança.

Até meados de julho serão realizados workshops setoriais abordando os temas: indústria, comércio, ciência e tecnologia; pessoal e finanças; cultura, esporte e turismo; saúde; educação; segurança pública; assistência social, trabalho e habitação; agricultura e pesca; meio ambiente; infraestrutura; mobilidade urbana. Depois dessa etapa, a equipe técnica fará entrevistas com especialistas de cada área e apresentará o conteúdo em workshops regionais (Grande Florianópolis, litoral norte, litoral sul, Planalto Serrano, Planalto Norte, Alto Vale do Itajaí, Meio Oeste e Oeste).

Informações adicionais para imprensa:
Rosália Dors Pessato
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado do Planejamento
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Telefone: (48) 3665-3319/99186-9740